O QUE DEU ERRADO? PORTUGAL: O CRAQUE DAS NOVAS MÍDIAS!

19 07 2010

Por Haroldo Barbosa

Na era da internet onde não encontramos limites e que nos levam a um mundo do “faz de conta”, podemos virar um galã para garota que conversamos pelas redes sociais, tornamos mais fortes, corajosos quase insuperáveis, fica a critério do seu sonho.

C. Ronaldo posando para fotos. (Fonte: terra.com)

Nesse novo mundo não pode faltar seus grandes ídolos, como nosso blog é sobre futebol o ídolo do momento é Cristiano Ronaldo, o super, mega, ultra, metrossexual. Vindo de um país carente de craques, tendo Eusébio (jogador regular) como o maior de todos os tempos, nossa tecnologia decidiu criava esse novo astro. Um verdadeiro ator, ri, pula, chora faz pose desempenhando bem o papel que lhe é passado. Nessa Copa do Mundo teve à prova de fogo para calar seus críticos que custam a creditar tal fama. Não poderia existir confrontos melhores, na primeira fase um jogo de igual com Costa do Marfim, se fizesse um gol já seria o bastante, não fez e pouco apresentou no jogo. Na próxima rodada a ingênua Coréia do Norte que estava mais a passeio do que para uma competição, era o jogo para ser estampado seu rosto com as caras e bocas de sempre, fez um gol comemorou com toda sua displicência, mas não foi o suficiente, ficou devendo. Último confronto da chave de grupos , o Brasil, a maior seleção do mundo, Ronaldo como gosta de ser chamado teria a chance de fazer seu malabarismo diante dos maiores. O jogo acabou num empate sem graça e Cristiano Ronaldo mais uma vez não conseguiu o brilho que se almejava antes do torneio.

C. Ronaldo após eliminação dos patrícios na Copa do Mundo. (Fonte: terra.com)

Seguindo na média  Ronaldo junto a sua seleção – Portugal – conseguiram passar para as oitavas, seu próximo adversário a seleção das novas mídias, a Espanha, onde muito se comenta mais na história não encontramos nada registrado. A glória estaria nesse jogo, derrotando seus adversários do campeonato que atua ( Espanhol) o camisa 7 voltaria com tudo para sequência rumo ao título inédito, e com certeza seria  considerado como Romário 1994, Garrincha em 1962, Maradona em 1986, estaria levando a seleção nas costas.

Só que nem tudo a mídia consegue ter influência e força para mudar o destino. Fim de jogo a Espanha derrota Portugal que volta para casa frustada com seu “gajo”. Fica a consolação  aos lusos a pesquisa feita pelo site da Fifa onde apresentava em critério de votação os melhores jogadores de cada partida, jogo de Portugal não teve zebra, foi sempre Cristiano Ronaldo na cabeça, isso sim é que é um ídolo virtual.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: